A Nova norma de Saúde e Segurança ISO 45001

Compartilhe:

A nova norma utilizará o modelo do PDCA e acompanhará o esquema do anexo SL, já utilizado na ISO9001 e ISO14001, o que facilitará as empresas na implantação de Sistemas de Gestão integrado.

De acordo com cálculos de 2017, da Organização Internacional do Trabalho (OIT), 2,78 milhões de acidentes mortais ocorrem no trabalho anualmente. Todos os dias, quase 7.700 pessoas morrem de doenças ou lesões relacionados ao trabalho. Além disso, há cerca de 374 milhões de lesões e doenças não fatais relacionadas ao trabalho a cada ano, muitas delas resultando em ausências prolongadas no trabalho.

Embora esses dados sejam atuais, desde a década de 80, quando ocorreram muitos acidentes envolvendo grandes empresas, percebeu- se a necessidade de um modelo que protegesse mais os trabalhadores, assim como, causasse menos prejuízos às empresas.

Em 1996 houve uma tentativa da ISO, pois havia ausência de normas internacionais e Pressão de clientes e então houveram Iniciativas individuais das certificadoras (BS 8800) mas que não houve sucesso.

Dessa forma resultou na OHSAS 18001:1999, que foi uma iniciativa paralela de certificadoras internacionais, experiência das certificadoras com a BS 8800 e compatibilidade com a ISO 9001 e ISO 14001.

Em 2007 houve a revisão da OHSAS 18001 com maior ênfase em “Saúde” além de Segurança” e recentemente, em março de 2018 a ISO publica a ISO45001 que substituirá a OHSAS18001:2007.

Segundo a ABNT- Associação Brasileira de Normas e Técnicas – “A ISO 45001 espera mudar o cenários indicado pela OIT. Ela fornece às agências governamentais, à indústria e a outras partes interessadas uma orientação eficaz e útil para melhorar a segurança dos trabalhadores em países de todo o mundo. Por meio de uma estrutura fácil de usar, ela pode ser aplicada tanto em fábricas quanto em parceiras e instalações de produção, independentemente da sua localização”.

A nova norma utilizará o modelo do PDCA e acompanhará o esquema do anexo SL, já utilizado na ISO9001 e ISO14001, o que facilitará as empresas na implantação de Sistemas de Gestão integrado. Além disso, aprimorou o requisito sobre a participação das partes interessadas com uma ênfase maior para os funcionários em entrevistas e participação efetiva na implantação da norma nas empresas. Cabe ressaltar também que além dos requisitos em saúde e segurança indicados na OHSAS 18001, a ISO45001 incluiu a saúde não só física, mas mental e psicológica. As empresas terão até 3 anos para se adequar a nova versão e a OHSAS 18001 será descontinuada após essa adequação.

Compartilhe:

Salete Regina Vicentini

Bióloga, formada pelo Instituto Presbiteriano Mackenzie em 1999, é Especialista em Educação Ambiental pela USP em 2003 e possui MBA Empresarial com ênfase em Gestão Ambiental na FGV (2009). É proprietária da iVerdi assessoria e treinamento desde 2010. Possui experiência na Elaboração e Gestão de Projetos Sócio Ambientais; educação em ensino superior, terceiro setor, corporativo e formação de pessoas. Além disso, tem experiência na implanatação, instrução e auditora (1a, 2a e 3a parte) em Sistema de Gestão de Qualidade (ISO 9001), Ambiental (ISO 14001), Saúde e Segurança (OHSAS 18000 e ISO45001) e Responsabilidade Social (SA 8000). É consultora ambiental no levantamento e diagnóstico de recursos naturais, licenciamento ambiental e educação ambiental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *