Os princípios da gestão da qualidade: Princípio 2 – Liderança

Compartilhe:

O verdadeiro líder não é aquele que “manda” ou “obriga”, e sim, é aquele cujas ações e palavras exercem influência sobre o pensamento e comportamento de outras pessoas. Numa empresa, a principal figura que exerce a liderança é a alta direção, ou seja, é a pessoa ou grupo de pessoas que dirige e controla a empresa no mais alto nível, e tem o poder de delegar autoridade e prover os recursos necessários.

Neste segundo artigo da série dos sete princípios da gestão da qualidade, vamos apresentar o princípio dois, Liderança. Dentro da Norma NBR ISO 9001:2015, o Capítulo 5 é inteiramente dedicado à liderança.

O que é liderança? É a posição de líder, o espírito de comandar, coordenar, conduzir uma equipe. O verdadeiro líder não é aquele que “manda” ou “obriga”, e sim, é aquele cujas ações e palavras exercem influência sobre o pensamento e comportamento de outras pessoas. Numa empresa, a principal figura que exerce a liderança é a alta direção, ou seja, é a pessoa ou grupo de pessoas que dirige e controla a empresa no mais alto nível, e tem o poder de delegar autoridade e prover os recursos necessários.

Pensando no poder de influência que os líderes exercem, é fundamental que eles existam em todos os níveis da empresa, que estabeleçam uma unidade de propósito e direcionamento, e criem condições para o engajamento das pessoas, para que todos compreendam a importância de seu papel para alcançar dos objetivos da qualidade da empresa.

Quando os líderes da empresa criam esta unidade de propósito, o direcionamento e estimulam o engajamento das pessoas, isto faz com que a empresa possa alinhar as suas estratégias, políticas, processos e recursos para alcançar os seus objetivos. Em outras palavras, toda a equipe estará comprometida em “remar o barco na mesma direção”. Os benefícios obtidos com isso seriam: aumento da eficácia e da eficiência no atendimento aos objetivos da qualidade da empresa; melhor coordenação dos processos da empresa; comunicação mais adequada e eficaz em todos os níveis e funções da empresa; desenvolvimento e melhoria da capacidade da empresa e de seu pessoal para fornecer os resultados almejados, culminando na satisfação do cliente.

Como podemos então implementar este “espírito” na empresa? Como sugestão, citamos: Estabelecer missão, visão, valores, estratégias, políticas e processos, e comunicar a todos os funcionários da empresa; Criar uma cultura de ética, integridade e confiança, incentivando a participação das pessoas e reconhecendo sua contribuição; Fornecer ao pessoal os recursos necessários para atuar com responsabilidade (ex. infraestrutura, treinamento, conscientização, condições ambientais de trabalho adequadas, entre outros); Estimular um compromisso para a qualidade em toda a empresa; Ter a certeza de que os líderes, em todos os níveis, sejam exemplos positivos para as pessoas. É importante também que os processos de seleção e capacitação dos funcionários sejam bem estruturados, para que bons líderes sejam identificados e o pessoal esteja alinhado com a filosofia da empresa. No próximo artigo, vamos falar sobre o princípio de engajamento de pessoas, bastante relacionado à liderança. Fique atento!

Compartilhe:

Camila Lobo Miret

Formada em Engenharia de Alimentos pela UNICAMP em 2003 e Mestre em Tecnologia Alimentar/Qualidade pela Universidade Nova de Lisboa em 2007, é proprietária da Especia Consultoria em Qualidade, empresa fundada em 2012 e especializada em consultoria e treinamento na área de segurança de alimentos e qualidade para a indústria alimentícia e de embalagens, com foco nas normas FSSC 22000, ISO 22000, ISO 9001, APPCC e BPF. Possui experiência em organismos de certificação reconhecidos, realizando trabalhos como auditora de certificação e instrutora de treinamentos em FSSC 22000, ISO 22000 e ISO 9001, e experiência na área de qualidade e segurança de alimentos em indústrias de massas secas e de produtos derivados de tomate.

Um comentário em “Os princípios da gestão da qualidade: Princípio 2 – Liderança

  • 02/04/2018 em 21:14
    Permalink

    Interessante ver a lideranca como uma influencia no pensamento e comportamento das pessoas. Faz pensar na importancia de ter uma lideranca devidamente motivada para o sucesso e longevidade do negocio. Nesse ambito me recordei das tres regras que o legendario Warren Buffet dava a todos os seus CEO’s:
    1. Administre essa empresa como se fosse sua
    2. Imagine que essa empresa é a sua unice fonte de riqueza para voce e a sua familia
    3. Imagine que nao pode vender essa empresa nos proximos 100 anos

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *